28 9 / 2014

"Aprendi com a primavera; a deixar-me cortar e voltar sempre inteira."

Cecília Meireles

27 9 / 2014

tylerknott:


Typewriter Series #914 by Tyler Knott Gregson
*It’s official, my book, Chasers of the Light, is out! You can order it through Amazon, Barnes and Noble, IndieBound , Books-A-Million , Paper Source or Anthropologie *

tylerknott:

Typewriter Series #914 by Tyler Knott Gregson

*It’s official, my book, Chasers of the Light, is out! You can order it through Amazon, Barnes and Noble, IndieBound , Books-A-Million , Paper Source or Anthropologie *

27 9 / 2014

A minha saudade tem o mar aprisionado 
na sua teia de datas e lugares. 
É uma matéria vibrátil e nostálgica 
que não consigo tocar sem receio, 
porque queima os dedos, 
porque fere os lábios, 
porque dilacera os olhos. 
E não me venham dizer que é inocente, 
passiva e benigna porque não posso acreditar. 
A minha saudade tem mulheres 
agarradas ao pescoço dos que partem, 
crianças a brincarem nos passeios, 
amantes ocultando-se nas sebes, 
soldados execrando guerras. 
Pode ser uma casa ou uma rede 
das que não prendem pássaros nem peixes, 
das que têm malhas largas 
para deixar passar o vento e a pressa 
das ondas no corpo da areia. 
Seria hipócrita se dissesse 
que esta saudade não me vem à boca 
com o sabor a fogo das coisas incumpridas. 
Imagino-a distante e extinta, e contudo 
cresce em mim como um distúrbio da paixão.

José Jorge Letria
in “A Metade Iluminada e Outros Poemas”

08 9 / 2014

07 9 / 2014

Nneka - Shining Star

(Fonte: youtube.com)

10 11 / 2013

08 11 / 2013

"

Recordo ainda…E nada mais me importa…
Aqueles dias de uma luz tão mansa
Que me deixavam, sempre de lembrança,
Algum brinquedo novo à minha porta…

Mas veio um vento de Desesperança
Soprando cinzas pela noite morta!
E eu pendurei na galharia torta
Todos os meus brinquedos de criança…

Estrada afora após segui… Mas ai,
Embora idade e senso eu aparente,
Não vos iluda o velho que aqui vai:

Eu quero meus brinquedos novamente!
Sou um pobre menino… acreditai…
Que envelheceu, um dia, de repente!…

"

Recordo ainda (Mario Quintana)

29 10 / 2013

25 10 / 2013

alma-portuguesa:

Caldeira de Santo Cristo, São Jorge

alma-portuguesa:

Caldeira de Santo Cristo, São Jorge

18 10 / 2013

"

No desequilíbrio dos mares,
as proas giram sozinhas…
Numa das naves que afundaram
é que certamente tu vinhas.

Eu te esperei todos os séculos
sem desespero e sem desgosto,
e morri de infinitas mortes
guardando sempre o mesmo rosto

Quando as ondas te carregaram
meu olhos, entre águas e areias,
cegaram como os das estátuas,
a tudo quanto existe alheias.

Minhas mãos pararam sobre o ar
e endureceram junto ao vento,
e perderam a cor que tinham
e a lembrança do movimento.

E o sorriso que eu te levava
desprendeu-se e caiu de mim:
e só talvez ele ainda viva
dentro destas águas sem fim.

"

Cecília Meireles

Canção